Ano Chinês do Galo é celebrado em nova caneta da Montblanc

Edição limitada da grife dá continuidade a coleção do zodíaco chinês que promete seguir até 2027

Do macaco ao galo. Essa foi a mudança 2017 acarretou no ano chinês, e também na nova peça da coleção Lendas do Zodíaco da Montblanc, que celebra todos os signos orientais.

 

Vale uma lição de história antes de apresentar o novo instrumento de escrita da grife suíça: De acordo com a lenda dos zodíacos, o Imperador de Jade realizou uma corrida para todos os animais em seu reino, prometendo os primeiros doze que atravessassem o córrego que seriam chamados os animais do zodíaco. O galo, como fica claro agora, se deu bem nessa.

 

A chamada Rooster Limited Edition 512 traz em sua tampa de prata uma descrição detalhada do galo, em contraste com o corpo de laca preta – cor que, na cultura do antigo leste asiático, assumia o título de “rei das cores”. A pena de ouro traz o símbolo do zodíaco gravado em sua delicada construção.

 

A nova caneta da Montblanc é uma edição limitada a 512 unidades – a soma do número da sorte chinês 8, multiplicado por ele mesmo 3 vezes. A peça do zodíaco de 2017 – lembrando que a Montblanc segue com a coleção até o 2027, quando completa todo o ciclo chinês – já está à venda no Brasil, e sai por R$ 27,7 mil nas boutiques da grife por aqui.