Bottega Veneta: Coleção masculina Spring-Summer 2016

Bottega Veneta COLEÇÃO MASCULINA SPRING-SUMMER 2016   A coleção masculina Spring-Summer 2016 é inspirada na ideia de ambientes naturais. As roupas transmitem a naturalidade e a individualidade na maneira de se vestir, em uma mistura de sportswear com

Bottega Veneta
COLEÇÃO MASCULINA SPRING-SUMMER 2016

 

A coleção masculina Spring-Summer 2016 é inspirada na ideia de ambientes naturais. As roupas transmitem a naturalidade e a individualidade na maneira de se vestir, em uma mistura de sportswear com uma refinada simplicidade.

Tons fortes e saturados de verde, azul, vermelho e cinza aparecem em suéteres de malha chinè e sofisticadas peças de cupro listrado. Tons mais claros e suaves de pedras e minerais são usados em peças de camurça com efeito veludo cotelê, e itens levemente acolchoados.

Os novos modelos de bolsas apresentados são leves e, em muitos casos, deixam as mãos livres. Mochilas, bolsas de viagem no estilo duffle-bag e outras de formatos maleáveis combinam couro e náilon, enfatizando habilidades artesanais, como o efeito inesperado do couro acolchoado. Seguindo diferentes momentos do dia, desde o nascer até o pôr-do-sol, a coleção oferece meias, sandálias e botas de trekking.

A coleção é sobre o fascínio de uma jornada de volta à natureza, quando sentimos a necessidade de um descanso espiritual. Explica o Diretor Criativo da Bottega Veneta, Tomas Maier.

Com discrição, qualidade e trabalho artesanal, a Bottega Veneta criou um novo padrão de luxo, desde a sua fundação, em Vicenza, na Itália, em 1966. Baseada nas tradições dos artesãos da Itália, com mestres em trabalhos manuais, é conhecida pelos seus artigos extraordinários de couro. A marca se tornou recentemente reconhecida no mercado das marcas de luxo e tem como lema a seguinte frase, “Quando suas próprias iniciais são suficientes”, expressa uma filosofia de individualidade e confiança que se aplica aos seus produtos femininos e masculinos, ready-to-wear, jóias, móveis e muito mais.

A Bottega Veneta continua a crescer e as qualidades que a define são imutáveis: Artesanato moderno, qualidade, design inovador, funcionalidade contemporânea e materiais da mais alta qualidade. Também é constante o compromisso da empresa com seus ateliers, em que artesãos de notável habilidade, combinam domínio tradicional com inovação. Para a Bottega Veneta há uma colaboração incomum entre o artesão e o designer na abordagem do luxo e isto é simbolizado pelo couro trançado, característico da marca. No verão de 2006, em reconhecimento à importância e da fragilidade do trabalho dos artesãos, a Bottega Veneta abriu uma escola para treinar e apoiar gerações futuras de artesãos de couro.

O capítulo mais recente na história da Bottega Veneta começou em Fevereiro de 2001, quando a empresa foi adquirida pelo Grupo de luxo Kering, anteriormente conhecido como Gucci Group. O Diretor de Criação Tomas Maier foi contratado em junho de 2011 e apresentou sua primeira coleção, Primavera-Verão 2002, a aceitação da crítica foi imediata. Desde o início, a sensibilidade da marca era refinada, sensual e intensamente pessoal, desenhada para um cliente sofisticado e seguro de si. Nos anos seguintes, a Bottega Veneta acrescentou vários itens à coleção, jóias, relógios, móveis e artigos para casa, e continuou a oferecer ready-to-wear, bolsas, sapatos, óculos, malas, presentes e artigos de couro.

A distribuição dos produtos Bottega Veneta é global, abrangendo Europa, Austrália, Ásia, América do Norte e América do Sul, e é feita para lojas de departamento selecionadas e são complementadas por um número crescente de butiques próprias da marca. As lojas são projetadas por Tomas Maier e meticulosamente construídas para o padrão exigente da Bottega Veneta que permite ao cliente fazer compras em completo luxo, privacidade e conforto. São como os produtos do mostruário, reflexo do patrimônio e da qualidade da marca.