Duzentos anos de banquete real dá origem a whisky em porcelana

Royal Salute 21 Regent’s Bank celebra banquete de famílias reais inglesa e russa

O ano era 1817, e o então Príncipe Regente britânico, que viria a se tornar o rei George IV, convidou seu par russo, o Grã-Duque Nicolau, para um pequeno banquete na cidade inglesa de Brighton. A visita, que causou comoção na época por sua pompa, é celebrada agora em uma versão especial de whisky da Royal Salute, o 21 Regent’s Bank.

 

A bebida por si só já é para cobiçar – trata-se da versão envelhecida por 21 anos da Royal Salute. Mas a embalagem faz toda a diferença. O decanter é feito em porcelana, enquanto uma pequena garrafa que faz parte do pack é feita em cerâmica – ambas ostentam um leão e os canhões que são disparados para as celebrações reais britânicas.

 

Royal-Salute-21-Regent’s-Banquet-Year-Porcelain-Decanter-1

 

O box, criado pela designer Angela Groundwater, relembra a decoração do encontro de dois séculos atrás, e a tampa do decanter, por sua vez, traz incrustações feitas a laser inspiradas nos domos da sala do banquete real. A título de curiosidade históricas, mais de cem pratos diferentes foram servidos na situação, elaborados por Antonin Carême, considerado o primeiro chef celebridade da história.

 

Apesar de toda a pompa, o Royal Salute 21 Regent’s Park é relativamente acessível – sai por 150 libras, cerca de R$ 620, na Harods, em Londres. Apesar da edição ser limitada, não precisa correr muito para efetuar a compra: 150 mil unidades foram distribuídas no mercado global.