Fim da Rio 2016: o que acontece com os anéis olímpicos? Veja o exemplo de Londres

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro chegaram ao fim neste último domingo, 21 - e já sentimos saudades. Um dos maiores símbolos do evento, os anéis olímpicos são uma lembrança do que passou. Mas

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro chegaram ao fim neste último domingo, 21 – e já sentimos saudades. Um dos maiores símbolos do evento, os anéis olímpicos são uma lembrança do que passou. Mas o que acontece com as enormes esculturas dos aros após o fim da festa?

Se a capital fluminense seguir o exemplo de Londres, é melhor ficar de olho onde senta. A sede dos Jogos de 2012 ostentava uma escultura imponente do símbolo olímpico na estação de trem  St Pancras International, e seu destino foi bem prático: os anéis da obra, que custou em torno de £250 milhões, foram serrados e se tornaram bancos dentro e fora do local.

A instalação principal, porém, continua onde sempre esteve – e é um grande fenômeno turístico. De acordo com a companhia responsável pelo trabalho de manutenção dos aros do Parque Olímpico Queen Elizabeth, mais de 4 milhões de visitantes passaram por ali desde 2012.

No Rio de Janeiro, as esculturas ganharam o Parque Olímpico, as areias da praia de Copacabana e o Parque de Madureira, zona norte da cidade. Este último, inclusive, chegou ao país como uma doação de Londres.