Ilha no Pacífico vende cidadania local por 200.000 dólares

Passaporte do arquipélago descarta a necessidade de vistos para entrada na União Europeia

Somos brasileiros e não desistimos nunca. Mas caso você pense em uma outra nacionalidade pra chamar de sua, uma pequena ilha no Pacífico te dá a opção de comprar a cidadania de lá.

 

O arquipélago de Vanuatu, a 1.750 km de distância da Austrália, lançou um programa que dá direito a interessados se tornarem cidadão com plenos direito no país, composto por cerca de 80 ilhas, das quais 65 habitadas. Praias paradisíacas, mata atlântica, e vulcões que ainda mantêm a atividade são algumas das atrações desse pequeno paraíso na Terra.

 

Em termos práticos, a única cobrança feita pelo governo de Vanuatu é uma taxa de US$ 200 mil para ter direito à cidadania local. Não é necessário estabelecer residência no país ou tampouco declarar imposto de renda ou sobre ganhos comerciais.

 

Para quem considera o investimento, informação importante: o passaporte vanuatuense, dá direito a entrar em 113 países sem a necessidade de visto – entre eles, todos os membros da União Europeia, como Alemanha e França. Se você abdicar da sua nacionalidade brasileira, contudo, saiba que será necessário de visto para entrar aqui com o documento de Vanuatu.