Modelo clássico de relógio da Hermes ganha releitura colorida

Completando 40 anos em 2018, Arceau torna-se ainda mais minimalista

O ano era 1978, e a Hermès estava em vias de colocar no mercado o Arceau, relógio minimalista pensado pelo então diretor artístico da grife, Henri d’Origny, cujo encaixes para a pulseira se destacavam pelas formas assimétricas.

 

 

Em comemoração aos 40 anos do modelo, o Arceau ganha uma releitura neste ano cheia de cores. O relógio volta em quatro tonalidades – azul, verde, amarelo, vermelho – que dão cor tanto à pulseira quanto ao seu mostrador, que perde o ar sisudo e numerais e torna-se ainda mais minimalista, com apenas traços que dão forma a um cavalo no dial.

 

 

Ressaltando o apelo minimalista da edição, o Arceau Casaque, como foi batizada a releitura, aparece com caixa de 36mm feita de aço. O relógio foi apresentado durante o Salão Internacional de Alta Relojoaria, e ainda não tem valor nem data de lançamento definidos.