Os 5 tipos de pessoas que mais traem, segundo a ciência

Estudos mostram que a traição segue algumas lógicas - e pode ser evitada

Quando nos relacionamos com alguém, dificilmente sabemos de cara se ela é leal ou não. Caso você esteja com a pulga atrás da orelha, há uma boa saída para saber se o seu amado/a está te traindo: consultando a ciência.

 

Estudos feitos neste século indicam cinco tipos de pessoas que mais traem em relacionamentos. Com base neles, você pode se precaver – ou quem sabe se controlar para não magoar alguém que você ama.

 

Pessoas que usam muito as redes sociais
Uma pesquisa da Cyberpsychology apontou que pessoas que usam as rede sociais com muita frequência estão mais vulneráveis a sofrer com conflitos no seu relacionamento, como discussões ou traições. A justificativa, segundo o estudo, é que muitas vezes nós damos mais importância para a vida virtual e deixamos de sentir-nos atraídos pelas pessoas com quem dividimos o teto ou a cama.

 

Pessoas que já traíram antes
De acordo com um estudo da Universidade do Sul do Alabama, as pessoas que já traíram são as mais propensas a pular a cerca. A conclusão vale principalmente para os homens: dos 443 entrevistados, os que admitiram a falha se mostraram bem menos comprometidos com seus relacionamentos atauis. Ou seja, dificilmente alguém mudará o seu comprometimento amoroso somente por sua causa…

 

Homens com idades que acabam em 9
Com base nas informações do site Ashley Madison, dedicado a casos extraconjugais de pessoas comprometidas, os homens que mais traem são os que têm 29, 39, 49 e 59 anos. Fique de olho, portanto: o término de um ciclo de 10 anos de vida costuma mexer com as fantasias masculinas.

 

Homens mais ricos
É tudo uma questão de poder: um estudo feito pelo curso de psicologia da Universidade de Groningen, na Holanda, mostrou que homens ricos podem se sentir no direito de fazer qualquer coisa – o que inclui, infelizmente, traições matrimoniais.

 

Pessoas narcisistas
É verdade que a traição é um ato de egoísmo. Estudos mostram que pessoas narcisistas se sentem menos comprometidas com os sentimentos dos seus parceiros nos seus relacionamentos. Trocando em miúdos: ela quer ser amada e não dá lealdade em troca.