Os países com mais (e menos) liberdade na Internet

Ataques a jornalistas em redes sociais tira pontos do Brasil em levantamento

Com a incidência maior de casos de assédio e ameaças na internet, começa a se discutir os limites de “liberdade online” no Brasil. Mas a verdade é que não somos tão liberais assim na rede na comparação com outros países, como mostra um ranking produzido pela Freedom House em 2017.

 

A organização elencou diversos países do mundo e avaliou a liberdade na internet, seguindo três parâmetros: obstáculos ao acesso, limitação de conteúdo e violações de direitos dos usuários. Todas as nações avaliadas ganharam notas de 0 a 100, gerando um ranking geral.

 

Na classificação geral, o Brasil ficou em 19º entre os mais libertários. Segundo a Freedom House, somos um país “parcialmente livre” na internet, mas precisamos tomar mais cuidado com os ataques contra jornalistas e internautas em redes sociais – um problema que também ocorre no México, Paquistão e Síria.

 

No quesito pouca liberdade, a China continua sendo “campeã negativa”, com inúmeras restrições, como a impossibilidade de acessar sites estrangeiros, Google, Facebook, Twitter, YouTube e Instagram Veja abaixo os rankings com os países com mais e menos liberdade na internet em todo o mundo:

 

Confira os países onde há mais liberdade:

  • 1. Estônia
    2. Islândia
    3. Canadá
    4. Alemanha
    5. Estados Unidos
    6. Japão
    7. Geórgia
    8. Reino Unido
    9. África do Sul
    10. Itália
    19. Brasil

 

Confira os países onde há menos liberdade:

  • 1. China
    2. Síria
    3. Etiópia
    4. Irã
    5. Cuba
    6. Uzerbeijão
    7. Vietnã
    8. Arábia Saudita
    9. Bahrein
    10. Paquistão