Para ver e não ser visto

EXCLUSIVIDADE É A PALAVRA QUE DEFINE AS ILHAS VIRGENS BRITÂNICAS, COM HOTELARIA DE LUXO, SERVIÇOS PERSONALIZADOS, ATIVIDADES PARA TODAS AS IDADES E GOSTOS, ALIADOS A CENÁRIOS ESTONTEANTES — LEIA-SE, PRAIAS DESERTAS, ÁGUA AZUL CRISTALINA E

Ilhas Virgens Britânicas 02

EXCLUSIVIDADE É A PALAVRA QUE DEFINE AS ILHAS VIRGENS BRITÂNICAS, COM HOTELARIA DE LUXO, SERVIÇOS PERSONALIZADOS, ATIVIDADES PARA TODAS AS IDADES E GOSTOS, ALIADOS A CENÁRIOS ESTONTEANTES — LEIA-SE, PRAIAS DESERTAS, ÁGUA AZUL CRISTALINA E AREIA BRANQUINHA

 

Formada por 60 ilhas, as Ilhas Virgens Britânicas ou BVI (sigla em inglês para British Virgin Island) são o destino escolhido por muitas celebridades como: Barack Obama, Beyoncé, Giorgio Armani, Morgan Freeman e Richard Branson para suas férias. Não à toa, diferentemente de muitos locais no Caribe, o destino se orgulha por conseguir manter a fama de “secret island” (ilha secreta). Definitivamente, o local ideal para ver, mas para não ser visto.

 

Com tantas ilhotas, praias e cenários incríveis, escondidos no meio do mar caribenho, viajar para BVI e não navegar chega a ser um crime. Uma opção de acomodação fora do tradicional e incrível é a locação de um barco ou iate.

 

A experiência é uma delícia. Acordar, abrir a janela e estar, literalmente, flutuando em um mar azul exuberante não tem preço. Com barcos de diversos tamanhos, é possível contratar chef a bordo, que, a cada dia lhe surpreenderá com alguma delícia merecedora de restaurante renomado, serviço de hotelaria cinco estrelas e a praticidade de poder parar no lugar que quiser e desvendar o arquipélago no seu ritmo.

 

As Ilhas Virgens Britânicas também são um ótimo lugar para os mergulhadores. Desfrute os mais de 60 pontos de mergulhos, desde pontos para iniciantes até labirintos de pedras para quem já é avançado. BVI, antigamente, era rota de piratas e, por isso, tem alguns navios naufragados, o mais famoso é o navio Rhone, embarcação inglesa que naufragou em 1867 com 125 pessoas a bordo e está intacto no fundo do mar.

 

Do Brasil, para desembarcar no paraíso é via Panamá, com escala em St. Maarten e de lá pegar um pequeno voo para Tortola, principal ilha do arquipélago. Ou, via Miami, com parada em St. Thomas, e, então pegar um ferry, ou um hidroavião, para Tortola ou Virgin Gorda, a ilha com maior concentração hoteleira.

 

Como as ilhas fazem parte do Reino Unido, mas estão ao lado dos Estados Unidos, e muito próximas de Porto Rico, a cultura é multifacetada. O trânsito segue as leis britânicas, com os carros trafegando pela esquerda, porém, os veículos são americanos e a direção fica à esquerda. As comidas têm uma mistura de muita pimenta com os molhos tipicamente americanos. A moeda oficial é o dólar americano. Mas não é necessário visto para visitar o país.

 

É essa união das qualidades naturais, a um povo que se preocupa com a preservação e em receber bem, que faz das Ilhas Virgens Britânicas um destino perfeito para quem busca férias tranquilas, belas praias e muita beleza natural.

 

Clique nas imagens para ampliar

 

CINCO LUGARES IMPERDÍVEIS

Yacht Club Costa Smeralda — YCCS Marina é boa opção para ancorar o barco e conhecer a região. Com ótima estrutura, conta com o badalado restaurante Azzurra, comandado por um chef italiano e menu só com itens orgânicos e superfrescos.

 

Jost Van Dyke — Ilha onde simplicidade e diversão são palavras de ordem. Lotada de jovens em seus bares, o mais famoso deles é o Soggy Dollar Bar, criador do drinque Painkiller — coquetel típico da ilha.

 

The Baths National Park — na ilha de Virgin Gorda fica um dos principais cartões-postais de BVI. Caminha-se por algumas grandes pedras que alcançam até 12 metros de altura e formam piscinas naturais, com minipraias, água transparente e areia branquinha. Um cenário com grutas e cavernas, impressionante e imperdível.

 

Bitter End Yacht Club — oferece estrutura incrível para toda a família. Com inúmeras opções de aulas de esportes aquáticos, piscina, bar e restaurante. Vale passar o dia por lá ou até se hospedar no seu hotel recém-reformado, principalmente se estiver com crianças.

 

Anegada — a única ilha de BVI que não é de formação vulcânica, é plana e baixa — seu ponto mais alto fica a apenas 28 metros acima do nível do mar. A ilha é muito tranquila e lotada de praias quase desertas. Famosa pela lagosta, vendida na praia, sem frescura e muito saborosa.

 

ONDE SE HOSPEDAR?

 Necker Island — A ilha particular de Richard Branson virou um super-hotel de luxo. São 17 villas, todas decoradas com itens trazidos diretamente de Bali. Elegância, sofisticação e uma das vistas mais deslumbrantes de BVI tornam essa ilha o local dos sonhos. Mas, importante avisar que só alugam a ilha inteira, salvo algumas datas especiais em que é possível dividir a ilha com outros hóspedes.

 

Guana Island — com sete praias de areias brancas e 850 hectares de floresta tropical, montanhas, colinas e vales, a ilha tem um pequeno e muito romântico resort. Ideal para casais em busca de paz e privacidade.

 

Oil Nut Bay — apesar de estar na grande ilha de Virgin Gorda, a única maneira de chegar é via mar ou helicóptero. São inúmeras villas bem distribuídas no enorme terreno. Todas com vista deslumbrante para o mar caribenho. A estrutura oferecida é de um resort de luxo, porém, a maior parte das villas são propriedades particulares, com poucos e concorridos quartos e villas disponíveis para turistas.

 

Peter Island Resort — um dos mais famosos resorts de BVI, ocupa toda uma ilha privativa com cinco praias, trilhas de caminhadas, bicicletas e o spa mais premiado do Caribe. O grande resort oferece boa estrutura e diversas atividades, entre as quais um lugar especial no alto de uma colina para assistir ao pôr do sol, com direito a queijos e vinhos para brindar o fim do dia.

 

Destino Internacional por Daniela Filomeno Serepieri | Matéria publicada na edição 97 da Revista Versatille