Russos planejam hotel no espaço para milionários

Anexo de Estação Espacial Internacional deve receber hóspedes já em 2022

O ano novo acabou de começar, mas já temos uma dica: comece a fazer planos (e a poupar) para 2022. Se tudo correr como o planejado, este é o ano em que você se hospedará na Lua.

 

A Roscosmos, empresa russa de exploração espacial, planeja construir um módulo na Estação Espacial Internacional (EEI) cuja função será receber hóspedes milionários de todo o mundo. Por milionários, o termo tem valor literal: os pacotes, de duração entre uma a duas semanas incluindo a viagem, são estimados em US$ 40 milhões por pessoa.

 

Se ir para o espaço não parece atrativo o bastante, os interessados irão poder contar com cabines privativas para dormir – serão apenas quatro – e duas estações compartilhadas com propósitos médicos e de higiene. Um longe, uma sala de exercícios e Wi-Fi complementam o pacote, além de janelas para aquela que deve ser uma das vistas mais excepcionais da história.

 

Uma programação especial dá direito aos hóspedes a passear um pouco do lado de fora da EEI – você, literalmente, voará pelo espaço. O custo extra pela experiência é de US$ 20 milhões.

 

Além das questões financeiras e da (provável) agenda concorrida, é bom você se preocupar com o tempo também, se deseja curtir uma temporada de luxo no espaço. Isso porque a EEI deve encerrar suas atividades em 2028, o que quer dizer que o hotel anexo à estação terá apenas seis anos de operação, caso de fato abra suas portas em 2022.