Vale a Pena

Temos uma expressão na língua portuguesa muito curiosa, esta que intitula o presente post: “vale a pena”. Usamos com muita frequência sem nos darmos conta do que ela significa e implica.   Significa que algo pode ser

Temos uma expressão na língua portuguesa muito curiosa, esta que intitula o presente post: “vale a pena”. Usamos com muita frequência sem nos darmos conta do que ela significa e implica.

 

Significa que algo pode ser bom, interessante e importante a ponto de sofrermos para consegui-lo. Implica que para termos algo de bom é preciso sofrer, penar. O sofrimento vem antes ou depois de se conquistar o que se quer, mas inevitavelmente vai haver sofrimento. É o que parece.

 

A linguagem é um reflexo da maneira como pensamos e pensamos como percebemos a realidade aparente. Tanto nossa percepção como nosso pensamento é irreal, afastado da realidade. Ou seja, não é verdadeiro sempre ser necessário que você sofra para conseguir o que reputa de valor.

 

Pode conseguir algo de muito valor com prazer, antes, durante e depois. É a sua maneira de pensar que colocou esta armadilha. Quase tudo o que tem real valor não nos exige sofrer. Amizades não pedem sofrimento. Exigem sinceridade, dedicação, atenção. Pode-se conseguir e manter uma amizade com muito prazer. Sofrimento pode acontecer, mas é exceção, nunca a regra.

 

Quando dizem que amigo é aquele que segura sua mão quando você sofre. Isso um profissional de home care faz. Amigo é o que aplaude entusiasmado seus sucessos e vibra sinceramente com a sua felicidade.

 

Amor só tem valor se for apoiado em prazer, mútuo. Qualquer amor, conjugal, paternal, filial, fraternal, incondicional. É sempre um prazer amar e ser amado. O sofrer não entra na equação e se entrar, o amor sai pela porta dos fundos. Então entra a doença, o pathos, o ciúme, a raiva, a culpa. O amor há muito se foi.

 

A saúde é um grande prazer. Nunca é sofrer. Se sofrer é porque não tem saúde plena. Se tiver não sofre. Não se sofre ao respirar. É um imenso prazer poder caminhar, poder contemplar as coisas ao redor, ouvir uma bela melodia ou os sons do ambiente. Só se sofre se isso se torna difícil ou impossível. Aumentar a saúde com alimentação e exercícios costuma ser um grande prazer até porque aumenta a intensidade e qualidade das experiências prazerosas. Fazer coisas que lesam a saúde podem dar um breve prazer mas cobram a “pena” em seguida.

 

Colocamos objetos, coisas, posses como algo de valor. É preciso “penar” para se conseguir um bem de muito valor – a não ser que você é herdeiro, ganhador de loteria ou criminoso e mesmo estes últimos podem penar muito. Se você achar que algo “vale a pena” ou não vale tanto ou você não deveria pagar “pena” alguma. Se vale, vale sem pena…

 

Carpe diem