Voar é com os pássaros?

Assim como diversas outras grandes invenções da história, o helicóptero nasceu a partir da contribuição de vários estudiosos. O mais remoto indício da ideia por trás desse meio de transporte foi encontrado na China, em 400 a.C.:

Assim como diversas outras grandes invenções da história, o helicóptero nasceu a partir da contribuição de vários estudiosos. O mais remoto indício da ideia por trás desse meio de transporte foi encontrado na China, em 400 a.C.: uma espécie de objeto feito com penas que, girado rapidamente com o auxílio das mãos, era capaz de voar durante certo tempo. Esse artefato, inclusive, é bastante parecido com um conhecido brinquedo dos anos 1990. No entanto, a base científica, isto é, os princípios básicos do funcionamento do helicóptero são creditados ao gênio Leonardo da Vinci.

 

Idealizado em 1483, seu giroscópio aéreo era composto por uma grande asa giratória em forma de parafuso, presa a uma plataforma. A máquina funcionaria a partir do movimento rápido dessas asas feito pela pessoa que estaria sendo transportada na plataforma.

 

Embora o italiano tenha traçado a base para a criação do helicóptero, a teoria por trás do invento permaneceu esquecida por vários séculos, e foi novamente lembrada somente após a criação do avião, no início do século 20.  Contudo, não se pode negar que importantes descobertas científicas realizadas ao longo dos anos contribuíram direta ou indiretamente para a futura concepção desse meio de transporte.

 

O primeiro helicóptero que apresentou resultado satisfatório foi desenvolvido pelo francês Paul Cornu, em 1907: a máquina  foi capaz de se elevar a 20 metros de altura (embora o voo durasse apenas alguns segundos). O primeiro modelo da história do helicóptero possuía dois grandes rotores que giravam em sentido contrário, ligados por correias que garantiam um giro de alta velocidade.

 

Clique nas imagens para ampliar

 

No fim dos anos 1950, os helicópteros começam a especializar-se e a desenvolver-se, atingindo velocidades de 260  km/h, com até 44 lugares a bordo. Tornando-se um símbolo de poder, o helicóptero veio a ser também fonte de prestígio para determinados homens de negócios. Tudo começou quando a companhia norte-americana Bell não ganhou uma encomenda de helicópteros de observação, acabando, em 1965, por adaptar o projeto para a área civil. Esse helicóptero veio a ser um modelo popular entre os homens de negócios, apreciadores do conforto.

 

O Bell 407GXP integra confiabilidade, velocidade, desempenho e manobrabilidade com uma cabine que pode ser configurada para uma série de missões e cargas úteis. Seu motor com turbina Rolls Royce 250-C47B/8 com FADEC proporciona excepcional desempenho em altas temperaturas e elevadas altitudes com a capacidade de voar a 246 km/h/133 nós. A espaçosa cabine tem cinco confortáveis assentos de passageiros e um assento de passageiro adicional na cabine do piloto em operações com um único piloto. Para proporcionar ainda mais conforto aos passageiros, o Bell 407GXP também oferece um voo muito silencioso e suave em praticamente todas as condições meteorológicas.  Além de conceder excelentes recursos, a aeronave conta com o apoio do renomado apoio da assistência técnica da Bell Helicopter, classificada como a número 1 pelos clientes. O Bell 407GXP é a prova de que você não precisa sacrificar conforto para ter desempenho.

 

Projetado levando-se em conta o futuro, O Bell 429 atende ou excede as exigências atuais de aeronavegabilidade para melhor segurança dos ocupantes e a adaptabilidade para permanecer na vanguarda enquanto os requisitos de missão se desenvolvem. A inovação está na essência do helicóptero Light Twin Bell 429. O uso de peças metálicas e compostas em sua construção cria o equilíbrio perfeito entre rigidez e flexibilidade, segurança e durabilidade. Aviônica e pacotes de monitoramento de sistemas avançados garantem a capacidade de manutenção e a prontidão da aeronave excelentes. Equipada com construção e pormenores excepcionais, o Bell 429 é incomparável em sua classe.

 

O Bell 505 Jet Ranger X é o mais novo integrante da categoria de monomotores leves. Projetado focando a segurança, eficiência e confiabilidade por meio do uso de tecnologia avançada, os seus recursos multi-missão o tornarão a escolha para o futuro. Primeiro helicóptero da sua categoria a contar com uma cabine Glass Cockpit totalmente integrada ao conjunto Garmin G1000H™ Avionics. Esse sistema fornece uma consciência situacional incomparável à tripulação e reduz a carga de trabalho do piloto, resultando em mais segurança e melhor capacidade de missão.

 

Aviação | Matéria publicada na 95 edição da Revista Versatille

 

POST TAGS: